Orquestra Contemporânea Brasileira retorna aos palcos com a presença de público

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

De volta aos palcos com a presença da plateia, a Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) realiza, nos dias 16 e 21 de novembro, respectivamente às 9h e 10h, dois concertos no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará) e gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). O primeiro deles, denominado concerto didático, será voltado aos estudantes de escolas convidadas. Já o segundo será aberto à participação de todos e promete emocionar o público. As apresentações presenciais da orquestra estavam suspensas desde março do ano passado em virtude da disseminação do coronavírus no Brasil.

De acordo com o maestro Arley França, os dois encontros presenciais contarão com a participação de 20 músicos, que tocarão exclusivamente instrumentos de corda com o intuito de manter os cuidados sanitários. “Utilizaremos violinos, violas, violoncelos e contrabaixos, que são instrumentos que possibilitam aos músicos usar máscaras”, detalhou.

O concerto didático se destina a estudantes da rede pública de ensino, que são convidados a assistir ao evento. Dividindo o palco com a orquestra, estará o compositor, dramaturgo e palhaço Orlângelo Leal. Como o nome indica, as exibições trazem para a juventude a possibilidade de conhecer os instrumentos, os músicos, o maestro e a função de cada componente da orquestra. “Nós apresentaremos de forma lúdica todo o funcionamento de uma orquestra em eventos bem divertidos. É uma forma que encontramos para aproximar ainda mais o público”, diz o maestro. Nesta ocasião, o público terá a oportunidade de conhecer a obra de Mozart, Bach e Chiquinha Gonzaga.

No concerto geral, aberto ao público, serão apresentadas composições de Elgar, Villa-Lobos, Strauss e Alberto Nepomuceno. Os ingressos para o evento podem ser adquiridos nas bilheterias do Cineteatro e no site da Sympla por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

O concerto didático é uma contrapartida social da Orquestra Contemporânea Brasileira. Os espetáculos têm o oferecimento do Ministério do Turismo, patrocínio da multinacional Energias de Portugal (EDP), apoio cultural do Instituto EDP e apoio institucional do Cineteatro São Luiz.

 

 

Compartilhe.

Deixe uma resposta

um × três =